Home / Famosos / “Nós, mulheres, às vezes nos sentimos culpadas, ficamos em busca de um motivo. Mas não tem: o crime é do assediador”, afirma Giovanna Lancellotti

“Nós, mulheres, às vezes nos sentimos culpadas, ficamos em busca de um motivo. Mas não tem: o crime é do assediador”, afirma Giovanna Lancellotti

Tavinho Costa / Divulgação

A atriz Giovanna Lancellotti é quem estrela a capa da Cosmopolitan de julho, integrante do portfólio de femininas do Grupo Abril. Presença certa nos folhetins da Rede Globo desde 2011, a jovem está no ar em “Segundo Sol”, como a vilã Rochelle. Mas a carreira de Giovanna não começou de maneira fácil. Ela veio morar sozinha em São Paulo aos 15 anos para estudar na escola de atores Wolf Maya e batalhar pelo sonho de atuar. “Fui reprovada para papéis bacanas em Passione e Malhação. Mas não fico lamentando minhas perdas. Comigo é ‘vida que segue!’”, diz.

Mesmo saindo cedo de casa, a atriz mantém uma relação de amizade intensa com a mãe. “Ela sempre foi a minha melhor amiga. Conto tudo. Nunca houve assunto tabu entre a gente”, afirma. Inclusive foi a mãe que a ajudou quando ela sofreu o primeiro assédio. “Tinha só 14 anos e estava viajando de ônibus de São João para Ribeirão, indo visitar meu pai. Um cara sentou ao meu lado e se masturbou. Deu nojo, raiva e sensação de impotência”, conta. “Liguei assustada para a minha mãe. Ela me mandou sair dali e pedir ajuda ao motorista. O cara foi expulso do ônibus e largado na estrada.”

Se a situação fosse hoje, a atitude seria outra. “Faria um escândalo, não teria vergonha nem medo de me expor. Nós, mulheres, às vezes nos sentimos culpadas quando esse tipo de coisa acontece, ficamos em busca de um motivo. Mas não tem: o crime é do assediador”, afirma a atriz.

Giovanna tem diversos amigos homens, o que ela não abre mão. “Ser amiga de homens me dá uma perspectiva diferente das coisas. Gosto dos conselhos dos meus amigos meninos, do olhar deles. Também acho muito interessante homens terem amigas mulheres. Ainda mais nesses tempos em que estamos discutindo tantas questões de gênero”, explica. Um desses amigos é o ator Caio Castro. “É meu irmão, nunca rolou nada entre a gente mesmo”, garante.

Autor Ivo Junior

Admirador de televisão, comunicador nato e frequentador do mundo dos famosos. Encontrou nesse meio a forma de informar e entreter, prezando a agilidade e a excelência da informação.

Veja Também

Casseta & Planeta pode voltar a TV em nova emissora

As emissoras iniciaram as novidades para a grade de 2019. Segundo o jornalista Flávio Ricco, …