Home / Música / Fãs e ativistas pedem que Mariah Carey cancele seu show na Arábia Saudita

Fãs e ativistas pedem que Mariah Carey cancele seu show na Arábia Saudita

Reprodução / Instagram @mariahcarey

No dia 31 de janeiro, Mariah Carey fará sua primeira apresentação na Arábia Saudita. O show, que terá nomes como Sean Paul e DJ Tiesto, deve acontecer na Cidade Econômica do Rei Abdullah, que fica no Estado de Meca, região que proíbe a entrada de qualquer pessoa que não seja muçulmana.

O país é acusado de violar inúmeros direitos humanos, principalmente das mulheres. Para se ter noção, as mulheres do país somente começaram a dirigir cerca de seis meses atrás, pois essa atitude era completamente banida no país que tem como forma de governo uma monarquia absoluta islâmica ultra-fundamentalista e sua Constituição é o Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos.

Esse é apenas um dos motivos pelos quais fãs e ativistas pedem para que Mariah cancele sua apresentação no reino. O grupo ativista CodePink, questionou a decisão da diva de se apresentar lá. “O que? Porque Mariah Carey está planejando um show em 31 de janeiro de 2019 na Arábia Saudita? Ela não sabe que a Arábia Saudita é um dos regimes mais repressivos e assassinos do mundo? Ela não sabe que as mulheres que lutam por direitos são torturadas em prisões sauditas? Ela não sabe que a Arábia Saudita está bombardeando escolas infantis no Iêmen?”

A apresentação de Carey no reino é um sonho para muitas fãs no país, mas é necessário lembrar da situação em que elas vivem por lá. Mesmo assim, algumas pessoas acreditam que a contratação de uma artista mulher, ainda mais sendo a headliner do evento, signifique uma abertura ao Ocidente do governo do rei Salman, influenciada pelo príncipe herdeiro do trono Mohammad Bin Salman. Outras pessoas consideram que a contratação de uma artista mulher seja para ocultar a repressão no país, que está influenciando a Guerra Civil do Iêmen desde 2015 atingindo principalmente mulheres e crianças e fazendo com que o país seja o segundo que mais envia refugiados para o mundo, perdendo apenas para a Síria.

Uma petição feita no site do CodePink alcançou mais de duas mil assinaturas e até o momento a equipe de Mariah não se manifestou.

 

Autor Mateus Buzzo

Bacharel em tradução e interpretação, pós graduado em inglês, Mateus é apaixonado pelo mundo da música em geral e cinema.

Veja Também

Confira os horários e detalhes de itens proibidos para o show de Sandy e Junior em São Paulo

Sandy e Junior Lima se apresentam em São Paulo, dias 24 e 25 de agosto, …