Home / Notícias / Madonna recebe prêmio no GLAAD Awards pelos feitos a favor da comunidade LGBTQ

Madonna recebe prêmio no GLAAD Awards pelos feitos a favor da comunidade LGBTQ

Reprodução / YouTube

“Nós escolhemos o amor! E não vamos desistir!”

Foi assim que a superstar Madonna foi homenageada na cerimônia do GLAAD Awards com o prêmio Advogado da Mudança pelos seus feitos e luta a favor da comunidade LGBTQ.

Em um discurso emocionante, ela lembrou do primeiro gay que conheceu, lembrou de seu disco “Like a Prayer“, que foi lançado em 1989 e foi um escândalo na época em que AIDS era considerado um tabu, lembrou de seu amigo que morreu pela doença, cuja história inspirou a música “In This Life” do álbum “Erotica“, e falou até mesmo de seus filhos.

“O primeiro homem gay que conheci foi Christopher Flynn. Ele foi meu professor de balé e a primeira pessoa que acreditou em mim, que me fez sentir especial com a dança, como artista e como ser humano”, disse a diva.

“Quando eu lancei o documentário “Na Cama com Madonna”, não pensei que iria influenciar tantos homens gays, principalmente a dizerem (…) isso é o que eu sou, goste você ou não!”

Madonna ainda complementou usando como referência a época em que adotou seus filhos: “Há 14 anos eu ouvi dizer sobre uma epidemia de AIDS no Malawi, um país na África Sub-Saariana, o qual eu, vergonhosamente, nunca tinha ouvido falar. Um país que deixou 1 milhão de crianças órfãs por causa da AIDS, então decidi ir pra lá e ver o que eu podia fazer. Eu vi hospitais lotados de crianças (…), orfanatos superlotados. Então construí escolas, orfanatos e até mesmo um hospital pediátrico; e conheci e adotei quatro dos meus seis lindos filhos.”

A cantora ainda citou sua música chamada “Extreme Occident“, que será lançada no álbum “Madame X“, dizendo que “a vida é um círculo. Morte e perda me trouxeram nova vida. Trouxeram o amor”.

E ainda concluiu: “Madame X é uma lutadora da liberdade!”

A trajetória da cantora com o público LGBTQ é extensa e nos remete a 1989, como ela mesma relembrou em seu discurso. Desde então, músicas como “Express Yourself“, “In This Life“e a mais recente “I Rise“, todas escritas por ela, são consideradas hinos pela comunidade. Nas eleições presidenciais estadunidenses de 2016, Madonna expôs sua opinião tendo como base de defesa a comunidade gay. Inúmeras drag queens e transformistas pagam tributo à cantora em seus trabalhos. Covers e impersonators vivem por homenagear Madonna, que nunca abandonou a comunidade.

Ano passado, Britney Spears foi homenageada. Em 2019 foi a vez de Madonna. Veja trecho do discurso da cantora abaixo:

Autor Mateus Buzzo

Bacharel em tradução e interpretação, pós graduado em inglês, Mateus é apaixonado pelo mundo da música em geral e cinema.

Veja Também

Wallas Arrais grava “Troquinho” com Simone e Simaria

Jovem, talentoso e grande revelação do forró. Estamos falando de Wallas Arrais, o cantor cearense …