Home / Notícias / Tudo pronto para começar o ‘PopStar’

Tudo pronto para começar o ‘PopStar’

Globo/Paulo Belote

A estreia da terceira temporada do ‘PopStar’ já tem data marcada: 27 de outubro. E os 13 talentos da edição — Babi, Claudia Ohana, Eriberto Leão, Helga Nemeczyk, George Sauma, Leticia Sabatella, Marcelo Serrado, Nany People, Robson Nunes, Totia Meireles, Yara Charry, o repórter Danilo Vieira e o atleta Jakson Follmann — pisaram no palco do programa para ensaio e passagem de som na última terça-feira, dia 08, pela primeira vez. Além deles, também participaram do ensaio a apresentadora Taís Araujo e João Côrtes, que nesta edição estreia como repórter do reality.

Conhecidos do público por seus talentos na dramaturgia, no teatro, no esporte e também no jornalismo, no ‘PopStar’ o time mostra sua outra paixão: a música. E, a cada domingo, se desafia e exibe suas habilidades vocais, com repertório e apresentações pensadas especialmente para o programa.

Para apresentadora Taís Araujo, estar no comando do programa mais uma vez é motivo de comemoração e muita alegria. “É muito gostoso estar aqui de novo, acompanhar a evolução do programa, a escolha dos candidatos, a trajetória de cada um. Cada edição do ‘PopStar’ é única e isso se deve muito aos participantes, que têm trajetórias muito particulares”, afirma. Segundo ela, a disputa no reality é com fair-play: com muito respeito entre os competidores. “Quem ganha o ‘PopStar’ é aquele que tem o caminho, ao longo das semanas, que mais encanta. Minha torcida é para que cada um consiga fazer o que planejou, nos brindando com um bom show todo domingo à tarde”, revela Taís. João Côrtes também vibra com seu retorno ao ‘PopStar’, dessa vez com outra função: a de repórter da temporada. “É muito especial poder vivenciar tudo isso de novo, mas agora com um novo olhar, não mais o de participante. Estou me arriscando novamente, já que é a minha primeira vez apresentando e isso está sendo muito legal. E ainda tem essa energia de trocar dicas com os participantes dessa edição e de também bater muita bola com a Taís”, adianta.

Com a palavra, os talentos desta temporada

Se superar a cada apresentação e entregar um grande show, garantindo boas notas dos especialistas e do público são os objetivos dos 13 talentos da edição. E os ensaios, a preparação vocal e corporal, a rotina de exercícios, conhecer bem o repertório são apenas alguns dos caminhos para isso, mas não basta. É preciso também driblar o nervosismo, controlar a ansiedade e encantar a plateia e os especialistas. Como estão se preparando para isso e o que esperam a cada domingo, eles contam agora.

Babi – “Estou numa adrenalina muito boa, com a melhor expectativa possível. Tenho uma pegada pop e estou trazendo isso para o programa. Gosto muito do sertanejo também, pelo reconhecimento do sentimento, e vou levar algumas canções em inglês. Isso é o que imagino, no momento, para a minha construção dentro do programa, mas estou muito aberta. Este ensaio foi a minha primeira vez naquele palco e foi maravilhoso, lindo. Amei e já estou doida para voltar para lá”.

Claudia Ohana – “Tenho cantado praticamente o dia inteiro, porque é importante ter uma voz ativa. Tenho aquecido muito a minha voz. A diferença do ‘PopStar’ é que aqui não tem um personagem e isso dá um nervosismo. Ao mesmo tempo, está sendo incrível, porque sempre tive o sonho de cantar, de ser mesmo uma popstar. E é essa sensação que temos quando subimos no palco, que é incrível, com um som espetacular e uma infraestrutura muito grande preparada para nós”.

Danilo Vieira – “Sempre estive muito atento à música, de estar perto. E estar no ‘PopStar’ é muito gostoso. Mas cantar em casa ou com os amigos é diferente, para eles sempre está legal. Aqui no programa estamos ao lado de profissionais. Confesso que achei que fosse mais fácil. Como jornalista, estou muito mais acostumado a falar do talento alheio, não do meu; ou de situações mais duras. Estar no ‘PopStar’ é um constraste que me impacta de uma forma boa e que ainda estou entendendo”.

Eriberto Leão – “A música é um instrumento de mudança, de questionamento, de romper barreiras. Ela nos invade e isso me interessa muito. Sobre os outros competidores, todos são fortes. Bruce Lee, de quem sou muito fã, dizia que seu maior oponente é você mesmo. Como vejo que todos têm condições de vencer, olho para o que eu acredito. Uma coisa é certa: para estar no ‘PopStar’ é preciso ter muita coragem.

Helga Nemeczyk – “Acabei de sair do ensaio e estou muito feliz com a estrutura, com o som. Me sinto confortável no palco. Claro que estou ansiosa e com um pouquinho de medo, mas estou segura. No meu repertório estão algumas divas do R&B, porque quero cantar mulheres que falam coisas necessárias e que precisam ser ouvidas, coisas em que acredito. O que me deixa mais nervosa no programa é o fato de não estar escondida atrás de um personagem. Estou descobrindo a minha voz de Helga e me mostrar como eu mesma está sendo um aprendizado”.

George Sauma – “Naturalmente, sou uma pessoa extrovertida, mas minhas escolhas nas canções para o ‘PopStar’ não estão indo para esse lugar cômico. Minha expectativa está muito grande e pisar pela primeira vez no palco, para o primeiro ensaio, foi emocionante. Eu não imaginava que teríamos uma estrutura tão grande. A exposição que o programa dá me deixa animado. Quero me conectar com o público de uma maneira diferente. Sou compositor, toco piano, tenho um show de músicas autorais. Gosto de MPB e para o programa vou trazer uma mistura, incluindo também samba e pagode”.

Jakson Follmann – “Participar do ‘PopStar’ é um desafio muito emocionante. Meu foco é me divertir e divertir o público, passar uma mensagem legal para as pessoas. Estou ansioso para mostrar esse meu lado para o público. Quero   passar uma mensagem com o meu canto. Meu maior desafio é diante das câmeras, porque dá um frio na barriga estar diante delas. Minha preparação inclui ensaios e trabalho de fono todos os dias. No repertório, músicas brasileiras, incluindo sertanejo e algum pagode. Estou adorando as músicas”.

Letícia Sabatella – “Estar no ‘PopStar’ é muito honroso. Embarquei nessa aventura instigante e desafiadora e estou buscando a superação. Fiz o primeiro ensaio no palco e confesso que dei uma bambeada, mas foi muito divertido também, porque cantar é sempre um momento de transcendência. Meu repertório vai ser diversificado e estou indo com muita delicadeza nas músicas, buscando canções mais conhecidas, mas que digam algo. O programa proporciona uma troca imediata com o público, nos aproxima ainda mais das pessoas”.

Marcelo Serrado – “Aqui somos nós cantando, não um personagem. Dá um pânico, é uma competição com nós mesmos. Como ator, para minhas apresentações, crio uma historinha, entendendo o que estou cantando. No meu repertório tem canções no estilo que gosto, porque acredito que se eu me divertir, vou entreter as pessoas também”.

Nany People – “Estar no ‘PopStar’ está sendo muito legal e muito intenso. Exige concentração, a gente vê que nem sempre dá só para acertar, mas a gente não pode perder o nosso dínamo. Aqui, nós nos sentimos realmente uma estrela e isso está sendo maravilhoso. Estou me surpreendendo comigo mesma e aprendendo um outro ofício. É mágico e emocionante”.

Robson Nunes – “A música faz parte da minha vida desde sempre e estou sempre antenado ao que está acontecendo no cenário musical. Até mesmo para criar meus personagens, eu gosto que tenha uma trilha para entrar no clima. O ‘PopStar’ representa para mim um desafio muito bacana. No repertório, estou prevendo muito sou e MPB – música preta brasileira”

Totia Meirelles – “Está sendo um superdesafio para mim. Passando a música no ensaio, minhas mãos tremiam. Estou descobrindo como é essa Totia cantora. Sou bailarina por formação, me descobri atriz e a cantora fica em terceiro plano. Mas o programa está sendo uma forma de mostrar para mim mesma que eu posso. A parte mais difícil, na minha opinião, é a escolha do repertório. Na minha lista estão os clássicos da MPB”.

 

Yara Charry – “Tenho familiaridade com a música desde os quatro anos de idade. No ‘PopStar’, quero mostrar quem sou e transmitir a minha emoção para o público. Estou fazendo uma seleção legal para o repertório e quero cantar aquilo que gosto de escutar. Estou animada e muito ansiosa. Estou estudando e cuidando da minha voz e tenho certeza de que tudo vai correr bem. Meus pais vêm de Paris me assistir e isso é importante demais para mim”.

Autor Michael Fred

Formado em Publicidade e Propaganda, Assessoria de Imprensa e Web Design, é editor do Portal Televisivo. Responsável por nossas pautas latinas, além da edição e direção de vídeos do Portal.

Veja Também

A Fazenda: Lucas Viana é o novo fazendeiro, Rodrigo e Jorge estão na roça

A noite da terça-feira (22) foi marcada pela prova eletrizante do fazendeiro disputada entre Jorge, …

Deixe uma resposta